Me siga por e-mail e receba as atualizações do Blog

Sunday, July 24, 2011

A morte de um AMOR

Recebi essa mensagem linda e não poderia deixar de repassar....
fonte: http://entredoismundos.blogspot.com/2005/10/todo-dia-morre-um-amor.html


Todo dia morre um amor ...

Todos os dias morre um amor.
Quase nunca percebemos, mas todos os dias morre um amor.
Às vezes de forma lenta e gradativa, quase indolor, após anos e anos de rotina.
Às vezes melodramaticamente, como nas piores novelas mexicanas, com direito a bate-bocas vexaminosos, capazes de acordar o mais surdo dos vizinhos.
Morre em uma cama de motel ou em frente à televisão de domingo.
Morre sem beijo antes de dormir, sem mãos dadas, sem olhares compreensivos, com gosto de lágrima nos lábios.
Morre depois de telefonemas cada vez mais espaçados, cartas cada vez mais concisas, beijos que esfriam aos poucos, e-mail que deixamos de mandar ou responder....
Morre da mais completa e letal inanição.
Todos os dias morre um amor.
Às vezes com uma explosão, quase sempre com um suspiro.
Todos os dias morre um amor, embora nós, românticos mais na teoria que na prática, re lutemos em admitir.
Porque nada é mais dolorido do que a constatação de um fracasso.
De saber que, mais uma vez, um amor morreu.
Porque, por mais que não queiramos aprender, a vida sempre nos ensina alguma coisa.
E esta é a lição: amores morrem.
Com o tédio, a indiferença, traição ...
A sacola de presentes devolvidos, os ponteiros tiquetaqueando no relógio, o silêncio insuportável depois de uma discussão: todo crime deixa evidências.
Todos nós fomos assassinos ou assassinados um dia. Há aqueles que, como o Lee Harvey Oswald, se refugiam em salas de cinema vazias. Ou preferem se esconder de baixo da cama, ao lado do bicho papão. Outros confessam sua culpa ou sua inocência em altos brados e fazem de pinico os ouvidos alheios. Há aqueles que negam, veementemente, participação no crime e buscam por novas vítimas em salas de chat ou pistas de danceteria, sem dor ou remorso.
Os mais periculosos aproveitam sua experiência de criminosos ou vítimas para escrever livros de auto-ajuda, com nomes paradoxais como "O Amor Inteligente" ou romances açucarados de banca de jornal, do tipo "A Paixão Tem Olhos Azuis", difundindo ao mundo ilusões fatais aos corações cicatrizados.
Existem os amores que clamam por um tiro de misericórdia: corcéis feridos.
Existem os amores-zumbis, aqueles que se recusam a admitir que morreram. São capazes de perdurar anos, mortos-vivos sobre a Terra teimando em resistir à base de camas separadas, beijos burocráticos, sexo sem tesão.
Existem os amores-vegetais, aqueles que vivem em permanente estado de letargia, comuns principalmente entre os amantes platônicos que recordarão até o fim de seus dias, um amor eterno que nunca acabou porque também não aconteceu.
Mas não arrisco a classificar isso como amor (Bah, isso não é amor. Amor vivido só do pescoço pra cima não é amor).
Existem, por fim, os AMORES-FÊNIX. Aqueles que, apesar da luta diária pela sobrevivência, dos preconceitos da sociedade, das contas a pagar, da paixão que escasseia com o decorrer dos anos, da mesa-redonda no final de domingo, das calcinhas penduradas no chuveiro, das toalhas molhadas sobre a cama e das brigas que não levam a nada, ressuscitam das cinzas a cada fim de dia e perduram: teimosos, belos, cegos e intensos...



21 comments:

  1. O que me encanta é que você, Samantha Moraes, além de muito bonita parece ser romântica. Enganei-me?
    Ricardo Copa

    ReplyDelete
  2. Queria saber se toda essa contenda entre Samantha Moraes e Bruninha Surfistinha foi uma armação, usada como estratégia de marketing, para que as duas se beneficiassem da exposição midiática; já que seu casamento estava à beira do precipício, todos vocês só teriam a ganhar com uma disputa simulada entre uma aeromoça e uma surfista.
    E como anda sua amizade com Vanessa de Oliveira, que também foi garota de programa???
    (Você já visitou o blog, verdade?)
    Sílvio F.

    ReplyDelete
  3. Olá, Samantha!!!
    Muito verdadeiras suas palavras!!!
    Peço que visite meu blog e se gostar siga-me também.

    ReplyDelete
  4. Samantha, como você é linda, meu bem. Uma beldade.

    ReplyDelete
  5. Samantha, meu amor, sei que o ‘mais belo e nobre dos sentimentos’ fenece diante das adversidades e implacabilidade do tempo. Mas não deixe que o interesse por seus leitores pereça tão prematuramente, meu bem. Dê um ‘alô’ pra gente, poste e responda nossos comentários...
    Saudoso Aranha

    ReplyDelete
  6. Olá Samantha! Hoje conheci sua história.O filme que passou pela minha cabeça foi o de minha mãe . Que foi também traída por uma Garota de Programa eu escondida ouvi meu pai dizendo q ela n era mulher para ela q a outra que era depois disso vi minha mãe ficar doente e eu apenas com 10 anos de idade.De 67 kg passou a pesar 45 apenas pele e ossos nisso nao tinha forças para se levantar de uma cama , aprendi a cuidar de casa e cozinhar mto cedo . Foi mto bom conhecer sua história, acredito que prostituição é algo que suja a humanidade e o país e somente traz destruição . Mas algumas pessoas são diferenciadas pelo caráter. Graças a Deus todas demos a volta por cima. Beijos que Deus a ilumine .
    Camila Lins cclestetica@gmail.com

    ReplyDelete
  7. você escreve divinamente
    e divinos são teus olhos
    tua boca e tudo mais

    você é apaixonante, Samantha
    voltarei aqui muitas vezes!

    beijo !!

    - admirador secreto

    ReplyDelete
  8. A beleza masculina é muito importante para uma mulher? Pergunto isso porque não faço muito sucesso com as mulheres. Recentemente fui a uma festividade, na verdade celebração em memória de uma santa italiana, na cidade de São Paulo; havia muitas garotas, inclusive em sua maioria eram muitíssimo bonitas. Elas, porém, não aceitavam meu convite para uma boa conversa; e certamente minha conversa seria agradável devido à minha educação e ao meu respeito para com elas. O que mais me entristeceu foi ver que elas não rejeitavam os desconhecidos (observei, e me certifiquei, que eram mesmo desconhecidos) que as abordavam e tomavam-nas em seus braços para longos ósculos e amplexos... Eu, entretanto, não tive nenhuma chance para com elas, era sempre descartado prontamente. Depois de tantas desfeitas voltei para cara frustrado para não mais pensar em fazer outra coisa a não ser dedicar-me aos meus livros. Ocorre, contudo, que no fundo não queria restringir-me a uma vida puramente acadêmica e intelectual, gostaria de ser um homem normal e bem quisto pelas mulheres. O que fazer? Uma plástica??? Será que seria isso a solução dos meus problemas e angústias? Muita auto-estima não está em alta, muito pelo contrário, está bem em baixa; meu ego destruído; minha confiança arrasada...
    Beijos, Samantha. E saiba que eu a reputo uma mulher muito bonita e sedutora.
    Pedro Hércules Quasímodo de Lara

    ReplyDelete
  9. Samantha seu ex-marido é um completo idiota ! Como ele pode trocar uma beldade como vc por aquele trem feio.

    Casa comigo !

    ReplyDelete
  10. Hola Samantha vi sua entrevista e gostei muito de vc sei da historia "daquela", na verdade vc é bem mais bonita que ela e é muito bom ver que vc esta dando a volta por cima e mais mostrando para todos que ñ se rende nunca jamás. Bjs, Gyselle. adiciona meu msn gysavc@hotmail.com

    ReplyDelete
  11. Samantha, você é MARAVILHOSA!!! Linda demais e muito inteligente!

    Parabéns por sua força e coragem.

    ReplyDelete
  12. nao acredito que teu ex trocou vc por uma garota de programa, tá certo que nao sei se vc era fiel a ele, mas devia ser né! ou não?


    Só seu que uma mulher linda, dedicada e fiel... não esta facil encontrar hj em dia!

    ReplyDelete
  13. Olá, Samantha! Gostei muito do seu jeito de se expressar, da forma de encarar as coisas. Parabéns!!! Temos bastante coisa em comum. Não sabia sobre vc. Fiquei sabendo agora a pouco. Procurarei pelo seu livro amanha. Espero encontrar. Mais uma vez, parabéns!!!!! Tudo de bom, Samantha!!

    ReplyDelete
  14. Olá, Samantha. Boa noite!

    Belíssimo texto. Expressão de idéias e conceitos válidos.

    Faço uma ressalta, porém, para uma questão primordial no seu pensamento. A confusão que as pessoas fazem inadvertidamente entre "amor" e "paixão". Perceber e compreender o abismo que separa um e outro sentimento é uma chave para nossa felicidade.

    As pessoas confundem cada vez mais facilmente rompantes fogosos com a serenidade plena. O amor cresce com o tempo. Amamos sem necessitar de um sentimento correspondente. É o exemplo clássico do "amor" da mãe para com o filho.

    A paixão, ao contrário, pede sempre uma resposta, uma complementação. É uma busca incessante e eterna. Paradoxalmente, é um sentimento que sucumbe ao tempo e volta ao ciclo de buscar aventuras eternas.

    É fácil apaixonar-se pelo "belo", mesmo que inicialmente este não se encaixe nos padrões gerais nominantes. O amor, por outro lado, surge mesmo pelo "feio" porque percebe sutilezas que transcedem os sentidos que limitam e confundem na paixão.

    Onde morre a paixão, em todas as suas variações excêntricas, inicia-se o amor. Essa "o" fim e aquela "um" caminho.

    Agradeço imensamente pela reflexão que seu belíssimo texto está trazendo a todos que se dispuserem a compreendê-lo.

    Saudações,

    Alan Costa

    ReplyDelete
  15. Samantha, sou tua fã. Simplesmente. Digo isso por tua força de ir em frente, você é linda por dentro e por fora. Tem caráter, é inteligente e acho até em vão compará-la a outra lá, porque sinceramente não vejo nada em comum (Graças a Deus!) pra comparar! Eu tenho em mente que sua história foi realmente triste e complicada, porque vocês eram casados e toda uma vida juntos. Digo isso porque eu namorei por quase dois anos, foi tão intenso! E de repente ele resolve acabar porque simplesmente queria curtir sabe bem com que tipo de gente, né? E eu sofri demais com isso, entrei em depressão, emagreci muito, tranquei faculdade, desisti de amigos, tive que procurar terapia, ajuda, novos amores... Só depois de muita luta consegui superar. E tenho essa mesma angústia (porque lá no fundo, fica sim). Acredito que esse filme que está por vir vai ajudar muita gente a superar esses momentos. Até porque no final a gente sempre descobre que o doce veneno do escorpião é muito fraco e acaba com a doce vacina de amor próprio. (: Beijos, fica com Deus, flor. Meu twitter é @kellypessoa

    ReplyDelete
  16. Oi Samantha,

    Ontem assisti o filme da Bruna pilantrinha....que horror.e depois pesquisando vi uma parte do filme porno dela...como um homem feio,vai me perdoar...ele e feinho ...rs,pode trocar uma mulher instruinda e linda como vc por aquilo...queria saber se na epoca do seu casamento e verdade que vc era 20 kilos mais gorda...hj vou comprar seu livro.Meu marido e 6 anos mais novo do que eu,ele e lindo e atletico e eu gordinha...vc acha que isso atrapalha a relaçao...ele vive me cobrando uma dieta,pois quando o conheci era 25 mais magra.
    Quero te dizer que vc nao perdeu nada,vc e linda.Tudo de bom pra vc

    ReplyDelete
  17. Oi, Samantha!
    No meu ver um homem que troca sua esposa(sua família), por outra, além de não ser honesto consigo mesmo, tem uma mente doente.
    Pensa que está na vantagem e na realidade não é essa...
    Sexo com amor combinam... Ter uma esposa é zelar e cuidar dela com carinho e respeito e não a tratar como uma prostituta.
    Sou mulher,casada, gosto de ser tratada como uma lady na cama. Prostituta jamais!
    Tem mt mulheres que gosta de ser tratada assim como lixo.
    Pq não se valorizam, nunca souberam o que são valores e respeitos.
    A única coisa em comum que nós mulheres temos com as prostitutas é que gostamos de dinheiro, gastar...Isso é normal, pois sem dinheiro não há como o ser humano viver de doações.
    + Não a ponto de dar para um monte de cara para obter dinheiro...
    Muitas estão nessa vida por falta de opção, outras pq o espírito de prostituição as perseguem e não conseguem sair.
    Bruna Surfistinha está enganando a sí mesma.
    O ser humano tem o direito e o dever de mudar para melhor.
    Deus pode mudar o interior do ser humano. Basta querermos. Saiba que uma mulher que rouba o marido de outra nunca terá paz em seu interior, pois vai acontecer o mesmo com ela.
    Existe a lei do retorno.
    Quem planta vento, colhe tempestade.
    Também fui trocada por uma prostituta(porque mulher que não trabalha e sabe que o cara é casado, para mim é prostituta).
    Sou casada pela segunda vez, todo casamento tem altos e baixo, mais feliz é aquele que sabe manter, me considero feliz, sou cristã, tenho Deus em meu coração.
    Mais não dou mole para essas amiguinhas de plantão.
    A vida é uma escola e agente vai passando de fase.
    Lhe desejo td de bom, que vc seja mt feliz.
    Beijuss

    ReplyDelete
  18. Boa Noite Samantha li o seu livro, e não li o da Bruna Surfistinha, acreditei na época que uma história com detalhes tão sujos e mesquinhos não poderia ser algo que tornasse a vida de ninguém melhor. Mas o seu livro fiz questão de ler, e o fiz em menos de duas horas de leitura, pensar que é algo que pode e acontece com muitas mulheres, isso torna o livro interessante.
    Parabéns pelo livro e sucesso!

    ReplyDelete
  19. Oie Samantha...
    Li seu livro e gostei da sua história, te admiro muiito.

    Permaneça na força, fé e determinação! (YN)

    Se quizer, dar uma visitada no meu blog, ja tow te seguiindo
    Bjuus
    Se cuida

    ReplyDelete
  20. Bom Dia Samantha!
    Confesso que li o livro da puta pirata na net, tenho uma família e filho, e não consigo entender o sentimento de pena que algumas pessoas têm dela. Ela irá pagar pelas suas escolhas (seja aqui, ou seja, onde for). Se história dela nos proporcionasse algum tipo de lição de vida, superação ou esperança. Como podemos ensinar nossos filhos sobre valores, trabalho e superação? Se os exemplos que temos são de malandros (o filme VIPS), ladrões (O assalto ao banco central), drogados e aidéticos (Cazuza o tempo não para ou Meu nome não é Johnny), totalmente diferente de outras culturas que nos mostram exemplos de perseverança ( 127 horas), determinação (Um sonho possível, Escritores da Liberdade, Erin Brockovich - Uma Mulher de Talento, o discurso do rei, a procura da felicidade, Patch Adams - O Amor É Contagioso, entre vários outros), verdadeiras histórias de amor (Jonnhy e June, Orgulho e preconceito - romance escrito em 1808 e até hoje é usado como base de muitos filmes). Admiro sua coragem de contar a sua história, não se permita calar, faça a sua voz cada vez mais firme. Ninguém é de ninguém, da mesma forma que ele se foi pra ficar com ela, ele ou até ela mesma pode fazer o mesmo. Apenas perdoe e esqueça este pedaço da sua vida, viva sua nova fase, cada vez mais intensa e livre, sem medo de perder ou ganhar. Você é linda, digna, maravilhosa, tem filhas que quando crescerem terão verdadeira admiração pela sua coragem, (diferente dos filhos que a puta terá - ela nunca deixará de ser, mesmo que diga que não faz mais programas). Imagina a vergonha e decepção que a família dela tem por ela. Imagina que ela tem de dar para o mundo pra se sentir amada. E mesmo assim, no final das contas ela não consegue se amar e nem se sentir amada, por não ter nada de bom. Agradeça a Deus por se ex ter ido embora, pois ele é tão podre quanto ela. Fique apenas com as coisas boas (suas filhas, sua vida, sua família, seus amigos)....
    Debora Max

    ReplyDelete
  21. achei muito interessante você .
    linda , fala muito bem , culta, e até agora não entendi a do otário ter trocado um mulherão como você pela Raquel Pacheco , o cara deveria estar doidão de pedra ou coisa parecida .

    parabens pelo livro , linda você viu.

    ReplyDelete

Deixe seu comentário aqui!!