Me siga por e-mail e receba as atualizações do Blog

Sunday, September 07, 2014

Michel Temer apoia Samantha Moraes

É com muita honra que apresento o vídeo de apoio que o Vice Presidente da República Michel Temer gravou comigo. Também faço questão de ressaltar que por 6 vezes, Drº Michel foi eleito deputado federal com o número 1599.



Saber que fui escolhida a dedo para representar o 1599, que por 24 anos acompanhou o Drº Michel, é com certeza para mim, além de uma grande conquista, uma forma de apoio do Presidente Nacional do PMDB.

Foram enumeras as conquistas de Michel Temer para a nossa sociedade e o crescimento do nosso país, como a criação da primeira Delegacia da Mulher, em 1985, quando Secretário  Segurança em São Paulo, ao fim do seu exercício, já haviam 13 delegacias.

Projetos aprovados como parlamentar
  • De Combate ao Crime Organizado (Lei nº 9034/95)
  • De Criação dos Juizados Especiais (Lei nº 9099/95)
  • Do Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8078/90)
  • Da Garantia do Direito de Voto dos Cabos e Soldados – ANC
  • Da Inviolabilidade dos Advogados no Exercício da Profissão - ANC

Agradeço o carinho e vamos com firmeza e garra nessa disputa eleitoral!





Wednesday, August 27, 2014

Agressão nas salas de aula

Infelizmente não deparamos apenas com os problemas de falta de investimento público nas escolas da rede pública de ensino, mas também com agressões entre alunos e com professores.



"Começou com um menino com histórico de violência familiar. Ele atacava os colegas e batia a própria cabeça na parede. Um dia, para chamar minha atenção, ele apontou um lápis bem apontadinho e rasgou o rosto de uma 'aluna especial' que sentava na minha frente"

Lendo essa matéria sobre a professora que tentou suicídio duas vezes por ser agredida e ver uma aluna ter ser rosto desfigurado, me faz perceber o quanto o monitoramento das salas de aula com câmeras de segurança é importante, bem como a presença de psicólogos nas escolas.

A escola é o 2º lar dos estudantes, precisam de acompanhamento bem como suporte para aproveitarem ao máximo os estudos, ampliarem a visão de mundo e se prepararem para o futuro. Por isso não podemos deixar somente nas mãos de professores e diretores, precisamos de um profissional como o psicólogo para fazer a integração da escola com os alunos, orientar aos pais e alunos, identificar casos de violência domésticas, como é o caso do aluno acima citado que por ser vítima de agressão, trouxe para a escola toda a sua agressividade, machucando de forma agressiva uma aluna.

Precisamos mudar isso. Conto com o seu voto para mudar essa realidade, 1599 pela educação.


Sunday, August 17, 2014

Plano de Governo 1599 Samantha Moraes Deputada Federal

Essas são minhas propostas como Deputada Federal, em Brasília vou lutar por mais recursos para a Educação.

Estudar enriquece nossa cultura, amplia nossos conhecimentos expande nossa visão de mundo.

Estudar é aproveitar a oportunidade de desenvolver habilidades, se preparar para o mercado de trabalho e aprender a lidar com desafios. No dia a dia escolar aprendemos a  conviver em sociedade e aceitar as diferenças. Portanto vai muito além da matemática, história, português e etc, o estudo é uma arma poderosa para nos defender, nos tira a ingenuidade dos problemas sociais e garante melhor discernimento na tomada de decisões.

Como deputada federal, 1599, Samantha Moraes quer implantar nas escolas públicas:
·     Psicólogos na escolas para auxiliar pais e alunos: Serão estagiários de universidades públicas, acompanhados por um coordenador psicólogo formado, que irão orientar alunos com problemas e seus pais também. É uma medida para detectar alguma tendência do aluno a se envolver com drogas ou descobrir se o estudante sofre com problemas de violência doméstica ou bullying, que o leva a ter dificuldade na aprendizagem. Pais serão orientados e alunos monitorados para o melhor desenvolvimento escolar e social na fase crítica que é a adolescência.
·         Escola em período integral: Ampliação do horário escolar, com oficinas de esporte, artesanato e cursos profissionalizantes Os alunos terão orientação a respeito do mundo atual, sendo informados sobre as principais notícias do Brasil e do mundo. Precisam ser educados com uma visão real da sociedade onde vivem. Serão antenados para o que acontece a sua volta e as possibilidades boas na vida. A ideia é ampliar a visão das crianças e adolescentes com relação a atitudes morais e cívicas e auxiliar em vocações profissionais. A escola tem que ser um local seguro para os adolescentes permanecerem, evitando que fiquem nas ruas ou sozinhos em casa, a espera dos pais que retornam do trabalho.
·         Monitoramento das escolas por câmeras de segurança.Assim diretores, professores e pais podem monitorar a ausência e presença nas salas de aulas. Este ideia já funciona em escolas particulares. Este aparelhamento inibe ações de vandalismo e brigas dentro das salas de aula. É mais segurança para alunos e professores.
·         Mais segurança: Bombeiros na escola protegendo a integridade dos alunos. Com ações preventivas contra incêndios e preparados para dar os primeiros socorros em quedas e acidentes.
·         Mais atenção: Professores de reforço escolar a disposição dos alunos após o horário escolar, garantindo uma segunda opção de atenção aos estudantes fora do horário de aula e sem atrapalhar o andamento nas salas de aulas.
·         Sistema on-line para tirar dúvidas: Alunos poderão tirar dúvidas e melhorarem seu empenho nos estudos. E através da internet encontrarão o resumo das matérias e dos exercícios, para auxiliar e incentivar a aprendizagem.



“Quero contar com seu voto na luta por uma rede de ensino pública mais moderna e segura para nossos filhos” (Samantha Moraes, deputada federal, 1599)

Friday, August 08, 2014

Tuesday, August 05, 2014

O que é a Carteira de Identidade Eletrônica do Estudante?


O que é a CIEE, Carteira de Identidade Eletrônica do Estudante?
Temos que ter um controle mais eficaz da freqüência dos estudantes nas escolas e a carteirinha eletrônica do estudante dispõe do uso da tecnologia para registrar a entrada e saída dos estudantes nos estabelecimentos de ensino.O sistema de ensino público tem que ter um documento de identificação pessoal e intransferível e é esta a proposta da CIEE, que é um cartão que possui chip e tarja magnética. Esta carteirinha registrará toda a vida curricular do aluno e integrará facilmente a escola com a família, possibilitando que os pais possam certificar se os filhos comparecem a escola no dia a dia, além de poderem acessar pela internet, todo o histórico escolar como: notas, faltas, advertências e o desempenho nas salas de aulas.

Como vai funcionar a CIEE?
ideia da carteirinha de identidade eletrônica do estudante proposta por Samantha Moraes, deputada federal, 1599, dá aos diretores e professores da rede de ensino pública, a princípio de São Paulo, muito mais controle e rigor sobre seus alunos. O uso da tecnologia que dispõe o projeto, possibilita aos educadores acompanhar em tempo real o desempenho dos estudantes e ainda propõe interatividade direta da escola com os pais ou responsáveis. A carteirinha vai extinguir o processo de chamada de presença feita pelo professor nas salas de aulas. A chamada será eletrônica, nos mesmos moldes das empresas, onde os funcionários registram suas presenças em pontos eletrônicos através dos seus crachás magnéticos
Se um aluno não registrou sua entrada na escola, uma mensagem eletrônica será disparada em tempo real via e-mail e SMS ao responsável informando que o filho ou filha faltou à escola e solicitando que entre em contato imediatamente. Além disso, o documento tecnológico criará estatísticas do desempenho dele a cada semana, mês e ano letivo. É mais controle e segurança para os estudantes e suas famílias.

Como deputada federal, 1599, Samantha Moraes quer implantar nas escolas públicas:
·         Psicólogos na escolas para auxiliar pais e alunos: Serão estagiários de universidades públicas, acompanhados por um coordenador psicólogo formado, que irão orientar alunos com problemas e seus pais também. É uma medida para detectar alguma tendência do aluno a se envolver com drogas ou descobrir se o estudante sofre com problemas de violência doméstica ou bullying, que o leva a ter dificuldade na aprendizagem. Pais serão orientados e alunos monitorados para o melhor desenvolvimento escolar e social na fase crítica que é a adolescência.
·         Escola em período integral: Ampliação do horário escolar, com oficinas de esporte, artesanato e cursos profissionalizantes Os alunos terão orientação a respeito do mundo atual, sendo informados sobre as principais notícias do Brasil e do mundo. Precisam ser educados com uma visão real da sociedade onde vivem. Serão antenados para o que acontece a sua volta e as possibilidades boas na vida. A idéia é ampliar a visão das crianças e adolescentes com relação a atitudes morais e cívicas e auxiliar em vocações profissionais. A escola tem que ser um local seguro para os adolescentes permanecerem, evitando que fiquem nas ruas ou sozinhos em casa, a espera dos pais que retornam do trabalho.
·         Monitoramento das escolas por câmeras de segurança.Assim diretores, professores e pais podem monitorar a ausência e presença nas salas de aulas. Este ideia já funciona em escolas particulares. Este aparelhamento inibe ações de vandalismo e brigas dentro das salas de aula. É mais segurança para alunos e professores.
·         Mais segurança: Bombeiros na escola protegendo a integridade dos alunos. Com ações preventivas contra incêndios e preparados para dar os primeiros socorros em quedas e acidentes.
·         Mais atenção: Professores de reforço escolar a disposição dos alunos após o horário escolar, garantindo uma segunda opção de atenção aos estudantes fora do horário de aula e sem atrapalhar o andamento nas salas de aulas.
·         Sistema on-line para tirar dúvidas: Alunos poderão tirar dúvidas e melhorarem seu empenho nos estudos. E através da internet encontrarão o resumo das matérias e dos exercícios, para auxiliar e incentivar a aprendizagem.



“Quero contar com seu voto na luta por uma rede de ensino pública mais moderna e segura para nossos filhos” (Samantha Moraes, deputada federal, 1599)

Friday, August 01, 2014

Te Pego na próxima estação!

Dedo duro no trem: 
Vem aí o app 
Te Pego na próxima estação!




Candidata a Deputada Federal, Samantha Moraes, quer implantar aplicativo de celular oficial do governo que denuncia em tempo real, assédios em vagões de trens e do metrô e que permite dar o flagrante ao agressor na próxima estação.


Após a polêmica do "Vagão Cor de Rosa”, onde os parlamentares da Assembléia Legislativa, votaram e aprovaram o projeto de lei número 175/2013, propondo a obrigatoriedade em manter-se no mínimo um vagão em cada composição de trem ou metrô para uso exclusivo de mulheres em todo o Estado de São Paulo, a candidata do PMDB, Samantha Moraes, quer acrescentar a medida, o uso da tecnologia para denunciar os abusos e assédios sexuais nos vagões de trens e do Metrô.

“O Te Pego será uma ferramenta tecnológica a serviço das mulheres para coibir quaisquer manifestações de abuso e assédio nos composições de trens e do metrô em todo o estado de São Paulo. A vítima terá uma linha direta com a segurança interna nas estações. Para denunciar, bastará apenas clicar no app, descrevendo as características do assediador, como fisionomia e vestimentas e informar qual a estação mais próxima do trecho em que esta ocorrendo à ação desrespeitosa, além de informar o número da porta do vagão mais próxima a sua visão. A denúncia será imediata aos agentes de segurança que abordarão o suspeito já na próxima estação, o retirando do interior do vagão", afirma Samantha.


A pretendente ao cargo do parlamento federal quer ainda que seja disponibilizado acesso gratuito a internet nas composições de trens e do Metrô em São Paulo para a população por questões de segurança.



 “A população de usuários de smartphones no Brasil já ultrapassa 87 milhões. Já esta mais do que na hora dos nossos governantes disponibilizarem as pessoas, internet e aplicativos interativos para informá-las e protegê-las", disse.



A idéia high tech de Samantha Moraes ganha apoio da sociedade por conta dos inúmeros casos de violência e assédio sexual que as mulheres vêm sofrendo atualmente nas composições dos trens e do Metrô em São Paulo. 



Quando questionada sobre o projeto de lei do "Vagão Cor de Rosa”, de autoria do seu companheiro de partido, deputado estadual Jorge Caruso, que foi aprovado pelos parlamentares da Assembléia Legislativa de São Paulo e que aguarda sanção do governador Alckmin, ela demonstra total apoio a iniciativa do colega político.



"Apoio o projeto do Jorge Caruso e como mulher, não o pontuo como ato de segregação. É um medida que deve ser tomada por questões de segurança para as mulheres nos trens e no Metrô. E quero aliar a idéia do uso da tecnologia, da internet e do aplicativo Te Pego na Próxima Estação, para coibir os excessos e punir os assediadores. Por lei, nos vagões das unidades, teremos adesivos explicativos para o uso do aplicativo, informando a população em como proceder nos casos de violência e abuso", concluiu



A candidata ao parlamento federal que apoia Paulo Skaf ao governo do Estado de São Paulo, é a favor da escola em tempo integral, pede o fim da progressão continuada no ensino e novamente faz uso de recursos tecnológicos para inibir a evasão escolar nos estabelecimentos de ensino.



Ela pretende implantar o uso de uma carteira de identidade eletrônica do estudante como documento oficial e que inibirá a ausência dos alunos nas escolas, além de integrar professores e psicólogos com alunos e familiares.



Samantha Moraes é escritora, casada e mãe de duas filhas. Esta disputando seu segundo pleito. Em 2012, foi candidata a uma vaga na câmara dos vereadores de São Paulo e obteve 2 mil votos. É filiada ao PMDB desde 2011.


Assessoria de Imprensa
jornalistaonline3.0@gmail.com

Saturday, July 05, 2014

Vagão Cor de Rosa

Se você acha que o vagão exclusivo para as mulheres não é necessário ou é segregação, experimente andar de trem ou metrô. Mais  do que a conquista de um vagão exclusivo para as mulheres é necessário fazer mais. As mulheres sofrem no seu direito de ir e vir. Não é apenas uma questão social, vai mais além. É necessário dar as mulheres e toda a população segurança no transporte.


“Gritei para todo mundo ouvir', diz vítima de abuso no Metrô de SP”

“Mulher foi apalpada duas vezes por engenheiro na Estação Sé”

“Outra vítima foi filmada por técnico de informática com celular”

“Universitário é preso por tentativa de estupro em trem lotado do metrô de SP”

“Homem é suspeito de ter cercado mulher no canto de um trem, torcido seu braço e forçado sua calça para baixo”




Parece exagero dos jornais. Alguns diriam que se trata apenas de casos isolados. Infelizmente, acontecimentos como os descritos nas duas notícias publicadas por veículos diferentes são bem freqüentes. Sem muita dificuldade, qualquer pessoa pode em uma simples busca no site Google se deparar com inúmeros casos parecidos e até mais violentos do que os selecionados para ilustrar esta matéria. O fato é que São Paulo esta vivendo um verdadeiro caos no seu transporte público e atos de violência e vandalismo contra a população tem feito suas vítimas. As mulheres, em sua grande maioria, se tornam presas fáceis para indivíduos desequilibrados que praticam atos obscenos, sexuais, aliciamentos e até invasivos como o registro através de vídeos e fotos de parte íntimas das vítimas que nem percebem que estão sendo alvo de voyeurismo, tendo suas imagens registradas e espalhadas em sites de pornografia na internet.

A questão da violência contra a mulher nos transportes públicos de São Paulo. o Deputado Jorge Caruso, é autor do projeto de lei número 175/2013 que foi aprovado pelos parlamentares na Assembléia Legislativa de São Paulo e que propõe a obrigatoriedade em manter-se no mínimo um vagão em cada composição de trem ou metrô para uso exclusivo de mulheres em todo o Estado de São Paulo.  

O VAGÃO COR DE  ROSA é só o começo.

E a força das mulheres muda tudo.


Thursday, June 19, 2014

Carta aberta aos brasileiros



Não podemos deixar que nossas insatisfações sejam transformadas em descaso.

Não podemos permitir tanto descaso da própria população, que manifestam diariamente para obter melhores condições de vida.

Não adianta erguer uma bandeira em prol dessa ou daquela manifestação e na hora de resolver o problema se abster da sua obrigação e direito como cidadão que é VOTAR.

Tomei um choque com a notícia que acabei de ler na UOL Clique aqui , apenas 16% dos Brasileiros estão muito interessados nas eleições de 2014. Os candidatos concorrem as vagas de Presidente, Senadores, Deputados Federais, Deputados Estaduais e Governador. O que muito me espanta, é a quantidade de desinteressados, 29%, estamos falando de 1/4 da população Brasileira que não se preocupa com o futuro do nosso país. De acordo com o Renato da Fonseca, gerente da unidade de pesquisa e competitividade da CNI, as pessoas estão insatisfeitas e essa é a causa da queda do interesse para essas eleições.

Vamos aos dados:
"muito interessados" 16%    
"interesse médio" 29%
"pouco interesse" 29%
"voto em branco" 16%

Na região Sudeste, onde moro, "pouco interesse ou nenhum interesse" 60%"interessados" 39%

Dessa forma, fica difícil entender o que se passa na cabeça dos brasileiros, principalmente dos Paulistas, que clamam dia a dia por mudança. Que tipo de mudanças seriam essas? Será que iremos enfrentar mais 4 anos de reclamações, mais 4 anos de manifestações, mais 4 anos de quase uma guerra civil no Centro de São Paulo?

Não acho que o voto é uma obrigação da qual não tem relevância, a cada 2 anos temos a oportunidade de mudar e nada fazemos. A cada 2 anos arrumamos as piores desculpas para não votar, votar nulo ou branco. É  por causa desse pensamento imaturo que chegamos a esse ponto. Reclamamos diariamente dos corruptos, dos bandidos, dos políticos que não fazem nada por nós e entra ano e sai ano tudo continua igual.

Se temos o poder de definir quem queremos então não não podemos abrir mão dele. É mais simples e coerente resolver em um dia, no dia da votação, do que passar 4 anos brigando e fazendo da vida  dos trabalhadores um inferno, tirando o direito de ir e vir daquele que precisa para se manter, precisa  ir  ao médico ou fazer aquele exame aguardado por 6 meses.



Se nada mudar, se não trocarmos os políticos que não fazem nada por outros, se tudo continuar como está, a culpa é nossa. Vou começar a achar que o povo é mais corrupto que alguns políticos, por venderem seus votos. Manifestações perderam a credibilidade, Reclamações perderam o efeito e tudo irá continuar como está.

Não se permitam calar nas Urnas, vamos correr atrás do prejuízo e pesquisar sobre nossas opções de voto! Nós precisamos trocar todos do poder e tentar começar do zero, com políticas mais severas contra corrupção. Político Corrupto, Estou Fora!! Faça você também a sua parte como cidadão brasileiro e lute pelos seus direito nas urnas!

Aqui começa o seu direito de reivindicar e termina sua chance de mudar.


Curtam e me sigam a minha  Fan Page, clique aqui


Samantha Moraes

Friday, May 02, 2014


Porque Eu Não Gosto de Feriado Prolongado?



 É muito simples, não precisa pensar muito para entender os motivos que me irritam quando um feriado se aproxima.

1º Quando você está próximo de um feriado prolongado, todas as reuniões ficam para depois dele, ou seja, falamos em torno de 2 semanas de atraso em média.



2º O transito é absurdo na cidade, na véspera do feriado. E as estradas se tornam impossíveis, deixando muitas vezes a pessoa mais cansada do que relaxada, afinal o feriado deveria servir para isso, mas as  filas nos supermercados, estradas etc, acabam por detonar a tão sonhada tranquilidade.

Mas não acaba por aí!

O Feriado para mim é um atraso, afinal, se você é abastado, vive uma vida financeira tranquila, é dono do seu próprio negócio, não precisa de feriados prolongados para poder desfrutar da tão sonhada paz e tranquilidade.

Mas, se você não se encaixa nesse padrão e está correndo em busca da tal tranquilidade  financeira, os feriados apenas se tornam um obstáculo no meio do caminho, atrasando seus negócios, reuniões e finalização de contratos.

Esse ano em São Paulo, já tivemos 4 feriados prolongados, ou seja, dos 123 dias corridos, 35 foram de finais de semana, 5 de feriados, ou seja, sobraram apenas 83 dias de trabalho, num ano de COPA e Eleições, o que significa que São Paulo irá parar muito ainda.

É só uma observação, sobre o tema, mas eu preferiria concluir meus trabalhos a ter que esperar por isso.

Bom Feriado Prolongado a todos!!

Twitter: @sigasamantha
Facebook: https://www.facebook.com/samanthaescritora

Wednesday, April 30, 2014

Violência Contra Mulheres no primeiro trimestre de 2014

Denúncias de violência contra a mulher pelo Ligue 180 caem 27,3%

Secretaria de Mulheres atribui queda a campanha menos massiva em 2013.
Maioria relata agressões físicas e a partir de pessoas com relações afetivas.


A Secretaria de Políticas para as Mulheres informou nesta quinta-feira (24) que o número de ligações para a Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 caiu 27,3% na comparação entre 2012 e 2013. Segundo o balanço divulgado, no ano passado foram 532.711 ligações, contra 732.451 no ano anterior.

A redução no número de denúncias por telefone não significa que a violência diminuiu. A secretária de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, Aparecida Gonçalves, atribuiu a queda nas ligações a uma campanha menos "massiva" para divulgar o serviço.
"Nós entendemos que essa queda se deu porque no ano passado houve queda no investimento de campanha massiva. Porém, é importante dizer que mesmo com a queda no número, houve alta no número de atendimento nos municípios, que em 2012 houve cobertura em 17 estados e neste ano, em 23 estados", disse a secretária.
Balanço divulgado pela pasta informa que foram realizados 106,8 mil encaminhamentos das denúncias recebidas pela central. Os encaminhamentos, segundo a secretária, são orientações sobre como os denunciantes devem proceder.
  •  
Nós estamos conseguindo fazer com que a violência incomode as pessoas, as pessoas estão percebendo que violência é crime e estão tomando posição"
Aparecida Gonçalves,
secretária de Enfrentamento à
Violência contra as Mulheres
"Apesar de o número na comparação com 2012 ter diminuído, o número de pessoas que estão ligando para o Ligue 180 é um número muito representativo. [...] Estamos falando aqui em mudança de comportamento, nós estamos conseguindo fazer com que a violência incomode as pessoas, as pessoas estão percebendo que violência é crime e estão tomando posição e isso é uma coisa fundamental", disse.
Conforme a secretária, após a pessoa denunciar situação de violência contra a mulher, recebe orientação e o caso pode ser encaminhado às secretarias de Segurança Pública estaduais. O serviço não funciona como Disque-Denúncia, em que o relato leva à abertura de investigação e posterior processo judicial, mas serve apenas para orientação. A ligação é gratuita.
Segundo o levantamento, os estados com o maior número de municípios que fizeram denúncias no ano passado são Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná e Maranhão.
Em termos proporcionais relativos à população feminina dos municípios, as cidades que mais denunciaram casos de violência contra a mulher no ano passado foram Gabriel Monteiro (SP), Amapá (AP), Sagrada Família (RS), Salvador das Missões (RS) e Cabralia Paulista (SP). Segundo a secretária Aprecida Gonçalves, brasileiras que moram na Espanha, Itália e Portugal também pode fazer denúncias pelo Ligue 180.
De acordo com a Secretaria de Políticas para as Mulheres, as principais formas de agressão às mulheres denunciadas pelo 180 são:

- física (54,7%)
- psicológica (30,6%)
- moral (10,4%)
- patrimonial (1,9%)
- sexual (1,7%)
Os agressores, segundo a pasta, são:

- pessoas com relações afetivas: 80,26%
- pessoas com relações familiares: 12,95%
- pessoas com relações externas: 6,54%
- pessoas com relações homoafetivas: 0,26%Link para matéria no G1