Me siga por e-mail e receba as atualizações do Blog

Thursday, May 12, 2011

A sinceridade numa relação!

Eu sempre pensei que numa relação de verdade a sinceridade fosse o passo unilateral para se alcançar o objetivo final, ou seja, se sou sincera quantos meus sentimentos e vc quanto os seus sentimento, então sabemos em que direção iremos seguir e se ao menos queremos seguir o mesmo caminho.

De repente me deparo pensando sobre o excesso de sinceridade numa relação, será que as pessoas estão preparadas para conviver com ele. Será que a imaturidade nos permite aceitar o que o outro não suporta na gente, o que torna a relação insustentável. Será que o nosso egoísmo dá chance a nós mesmo?

Dizer o que pensamos sobre o outro é uma forma de magoar ou uma forma de tentar chegar a um denominador comum. Como por exemplo eu vou ceder aqui e seria possível ceder um pouco ali... e por aí vai!

O que não podemos jamais é permitir que o outro nos anule como ser humano.

Perceba que para mantermos um relacionamento é necessário que 2 pessoas queiram.
Você fez  a sua parte hoje?
Faça um exame de consciência e responda a essas perguntas:
Você criticou em demasia seu companheiro hoje?
Você tenta mudar o jeito do seu companheiro?
Você vive questionando as atitudes e vontades do seu companheiro?
Se seu companheiro vive no momento uma situação difícil ainda que inclua a sua pessoa, teria coragem de abandona-lo hoje por brigas sem fundamento?
Qual foi a frase carinhosa que vc disse hoje ao seu companheiro?
Você tratou seu companheiro com indiferença?

De acordo com Peregrin

"...a tendência natural das coisas é o desgaste, o envelhecimento e a banalização, tornando comum o que antes fora muito especial.

A velocidade desta taxa de deterioração, apesar de não ser elevada, é contínua e permanente. O desafio nos relacionamentos é superar a sua deterioração natural, imposta pelo tempo e as circunstâncias.

A capacidade de amar, o respeito e o afeto precisam superar esta tendência. 

Muitas vezes, o motivo que faz uma relação terminar não é nada do outro mundo.

Representa, tão somente, a gota dágua numa relação desgastada ou banalizada ao longo do tempo.

À partir do momento que o outro sentir que não é tratado nem considerado de forma especial, o relacionamento corre o risco de cair na banalização, sustentado apenas por lembranças de momentos felizes, ficando a mercê do apelo de novos encantos e seduções.

Homens precisam ter a auto-estima sustentada e elevada. 

Uma mulher precisa evidenciar que considera seu parceiro o mais especial dentre todos os demais, de forma a dar asas aos seus sonhos, desenvolvendo ambição e confiança para superar e vencer os desafios da vida.

Deve mostrar-se grata pelos avanços e conquistas, por menores que sejam, pois representam o reconhecimento do esforço e da capacidade dele. 

Isto não deve ser uma manifestação falsa e artificial, ela precisa ser desenvolvida através do interesse pelo outro, conhecendo suas forças e fraquezas, mostrando que enxerga plenamente todas as suas virtudes e erros, mas que, acima de tudo, o ama por inteiro.

A capacidade de amar, conhecer e compreender o outro é o maior afrodisíaco que existe. 

É um grande desafio amar o que é imperfeito.

Um relacionamento só não tem volta se o amor for incipiente e incapaz de gerar o poder de perdoar.

Quem ama deve adquirir o poder e a capacidade de perdoar, compreendendo de forma mais profunda o outro, amando-o mesmo sendo imperfeito.

Todos nós somos sujeitos a erros e fraquezas. 

Mesmo que um homem tenha uma recaída, saberá que nunca ninguém o conheceu e amou de forma tão profunda como sua parceira que era capaz de perceber até os seus pensamentos. Um amor assim gera profundas lembranças.

O desafio de Amar, ambos precisam encarar, tanto o homem como a mulher, pois a felicidade depende da capacidade de compreender e superar o que é imperfeito."


Qual a sua opinião a respeito?
Comente!!
Não deixe de fazer o teste 10 frases que o homem ideal não deve dizer . Isso está acontecendo com você? 

4 comments:

  1. Ai Samantha..... eu tenho somente 26 anos...Namorei dos 16 aos 22 com um rapaz... Eu era possessiva.... Meu Deus.... E eu só descobri o quanto eu fazia mal a ele e ele a mim, quando terminamos..... Estávamos sufocados, correndo em volta de nosso próprio rabo.....
    E eu percebi isso, porque no outro dia após o termino que fui buscar meus móveis que já estavam na nossa casa pronta para casarmos, minha mãe falou para ele brincando: " Ja pensou se a Janaina liga agora e fala que quer voltar?" E ele respondeu friamente " Quem não quer mais sou eu".....
    Lógico a gente vive, num mundo achando que tudo gira em torno de nós, mas quando levamos um tapa da realidade, precebemos que primeiro nós e depois os outros... e mesmo que os outros venham em 2º plano, devemos sempre respeitar a opinião e vontades.....
    Te confesso Samantha, que nunca mais vou amar como amei.....

    Beijo querida

    ReplyDelete
  2. Samantha, adorei! Vou abordar isso no meu blog, mas vou te dar todos os créditos, ok?

    ReplyDelete
  3. Samantha
    Sou Consultora Esotérica e trabalho ha 25 anos com pessoas diversas.
    Acompanho sua história desde o início.
    Hoje moro e Barcelona-ES mas me mantenho em contato com os assuntos do Brasil e quero te dizer que me causa muita alegria perceber como você conseguiu e ainda consegue manter sua dignidade.
    São várias as traições das quais somos vitimas na vida, mas a maneira que reagimos é que nos difere.
    Parabéns!!!
    anarubiacartas.blogspot.com
    anarubiacartas@hotmail.com
    meu site é tarotanarubia.com

    ReplyDelete
  4. Você é uma pessoa maravilhosa, Linda, inteligente, forte, não entendo como aquele homem te abandonou. Seus textos são excelentes, continue assim, te desejo tudo de bom! Força nessa nova etapa da sua vida! Um Grande beijo!

    ReplyDelete

Deixe seu comentário aqui!!