Me siga por e-mail e receba as atualizações do Blog

Saturday, April 07, 2007

Sexta-feira

Oi gente!

O dia estava feio, minha enteada passou muito mal e acabamos indo ao pronto-socorro de novo, coisas de criança, excesso de chocolates e refrigerantes..... dá nisso.

Voltamos para casa e ficamos namorando enquanto os meninos assistiam TV.

Ficamos abraçadinhos por muito tempo, conversando, fazendo carinho. Na verdade estamos numa crise "braba", não entre nós, mas com a educação dos nossos filhos. Isso tem desgastado nossa relação com eles. Percebemos que quanto mais fazemos por eles......... mais eles querem e ficam insatisfeitos.

O Marcelo já deu título novo as nossas funções aqui em casa, eu sou a empregada, ele o mensageiro e a Adriana é a arrumadeira. Essas crianças mal criadas....... tem a cada dia que passa mais e mais, nos preocupamos em faze-los felizes e dar boas condições de vida e eles abusam da nossa boa vontade. Portanto, depois de muito pensar resolvi que farei mudanças nessa casa e que eles.... rsrs, irão pagar suas estadias aqui, rsrs, para morar aqui terão que fazer por merecer e não tem a opção de morar em outro lugar. Essas crianças lavarão suas louças, arrumarão suas camas, levarão suas roupas para lavar e irão manter seus quartos e armários impecáveis. Do contrário seus benefícios serão cortados, como passeios pelo condomínio, refrigerantes, TV no quarto (cada um tem a sua), piscina, internet e computador, passeios fora, viagens, festinhas....

Mas que coisa, eles reclamam com tudo e de tudo, basta a gente pedir uma coisa...... que o mundo acaba, falar para a Marrie pegar a mala da escola de dentro do carro e levar para o quarto..... é o fim do mundo, pedir para a Isabella fazer a lição de casa....... é uma ofensa, pedir para o Felipe não ir jogar bola em dia frio e com vento no meio de uma big gripe...... é a mesma coisa que dizer ao Bill Gates que ele ficará sem computador uma semana. A casa cai, eles pensam que mandam inclusive na gente. E abre a boca pra falar que não fizeram o que foi pedido que começa a ladaínha, sou uma pessoa só, esqueci disso, não vi aquilo....... tô com sono, tô cansada.......

E eu e o Marcelo estamos assim, no limite, mas culpa minha, toda minha, ele sempre foi rígido e tudo dava certo, daí vem a tonta e diz que ele está sendo muito duro, que ele deveria relaxar um pouco com as crianças, que eles estão se adapatndo a nova vida, e ele foi cedendo, seguindo meus conselhos, até que a cosia virou uma lama. O menino dorme quando chega da escola e de madrugada posso ouvir seus dedinhos no computador, Isabella vai pra escola fazendo lição no carro e torcendo para ter transito.......

Mas depois de muita briga aqui..., resolvi que mudarei as coisas na próxima segunda. E por isso eu e o Bb acabamos só falando dessas crianças nada educadas e pouco falamos da gente, dormimos juntos, mas não namoramos assim de ficar dizendo coisinhas lindas, como no comecinho, sei que essas fases passam e voltam, mas a nossa cabeça esta em outro lugar, rsrs quem sabe na Suiça, em alguma escola que aceitem eles, rsrs.

Enfim, ficamos ali, juntinhos, namorando e ele falando dessas coisas que nos acontecem, disse que sem mim, nada disso existiria, que eu sou a melhor companheira que ele já teve, e olhando no fundo dos meus olhos me pediu em casamento. Claro que eu fiz ele repetir várias vezes a pergunta. O lindo de tudo é que ele não me pediu em um momento onde estamos sem problemas, passeando longe de todas as coisas corriqueiras do dia a dia, foi em casa mesmo, no meio do campo de batalha, Moraes X Nascimento. Foi depois de um dia cansativo, onde juntos nos apoiavamos.

Foi lindo, ver aquele homem duro e rígido, que dizendo do futuro, vendo lá na frente, que em 1 ano e pouco nunca errou o que dizia que ia acontecer e olha que muitas dessas coisas eu não só duvidei como dei risada, coisas impossíveis e lá estava ele, trazendo a notícia, mostrando o fato e a minha cara...... de boba e desacreditando.

Então esse homem, lindo de olhos azuis...... todo cheio de carinhos dizer, que ainda quer se casar de verdade comigo. Fiquei emocionda, tah bom que ele me pede em casamento pelo menos 5 vezes no mês, mas essa foi especial. Foi num momento onde passamos por esse turbilhão de crianças se sentindo reis e rainhas aqui dentro. Mas eles me aguardem, andei vendo a SuperNani......rsrs e vou agir!!

Então, o mal a gente corta pela raíz e eu vou fazer isso, mas sem dó! Elas tem tudo, um quarto lindo, cada uma com uma cama enorme (cama de viuva), TV a cabo, lanchinho pra escola que é uma das melhores daqui, casa com tudo que elas sempre quiseram e uma mãe tonta, que faz tudo por elas e ainda fica horas arrumando seus brinquedos. Ah...... esses brinquedos, quanto mais eu faço doação deles, mais aparece, incrível, eles se multiplicam a noite, só pode ser isso. Canetinha então........... se juntar tudo que eu tive a minha vida toda, não é nem metade das que funcionam da Isabella.

Enfim, mesmo assim.......... sou feliz, porque problemas todos tem, as soluções só dependem de nós. Para o Marcelo os problemas devem ser elimindos, espero em breve conseguir agir assim ao invéz de ficar tentando achar soluções impossíveis.

Bom a feijoada já está quase pronta e vou receber meus sogros para o almoço, eles adoram vir aqui almoçar coma gente e os irmãos dele também, tlvéz minha mãe e madrasta venham também, mas só mais tarde. Cada uma delas tem um compromisso e se der tudo certo a minha madrasta pega minha mãe e minha irmã e vem para almoçar.

Feliz Páscoa a todos, obrigada pelos e-mails carinhosos de Páscoa.

1 comment:

  1. Oi Samantha, adorei esse post, pq ate entao achava q apenas aqui na minha casa acontecia esse tipo de coisa. Tenho um casal de adolescente, uma garota linda de 16 anos q é um doce, ajuda na casa da vó, na casa da mae do namorado dela...mas aqui em casa mesmo, ela pouco faz. Já meu garotao tem 19 anos, agora q tá começando a melhorar, q ele começou trabalhar fora e tá ficando mais maleável...rsss. Nao é fácil, tem q ter mta, mta, mta paciência. Pq se fosse só a falta de ajuda nos afazeres doméstico, até q tudo bem, o problema eram as brigas, mas brigas feias, eles se catando, se batendo, um jogando coisas no outro, fora isso os palavrões, parece q essa moçada de hoje só sabe falar "f*d*-se, vai t*m*ar no c*' e por ai vai, odeio palavroes e eu e meu marido nunca falamos e se brigamos, a maioria das vezes é por conta dos filhos. Tenho certeza q o q fez melhorar as coisas por aqui foram minhas oraçoes, me apeguei com Santo Expedito (o santo q é tudo prá JÁ, na hora), sempre confiei em Deus, mas me apeguei mais do q nunca. Força ai prá vcs, q pela idade da tropinha se vcs nao pegarem firme, só tende a piorar... Mas passa, demora, é sofrido, mas passa. Desejo boa sorte e bjos.
    Marcia R.

    ReplyDelete

Deixe seu comentário aqui!!