Me siga por e-mail e receba as atualizações do Blog

Sunday, October 15, 2006

Ilhas Cook



Passamos esse final de semana planejando a vida, afinal temos 4 crianças nessa loucura de mundo e elas não pediram para nascer. Então dividimos nossas obrigações, por alto, mas definimos nossas metas para os próximos anos.

Queremos dar um futuro brilhante para os nossos filhos, mas antes de tudo queremos ensinar o mais importante para que esse nosso desejo se concretize. Pensamos igual, ainda bem, rsrs, pois acreditamos que os filhos nascem para o mundo e que não adianta dar a vara, a isca e pescar junto. O importante é dar a vara, mostrar onde esta a isca e como se pesca.

Não adianta dar tudo de mão beijada, pois eles perdem muito a noção dos valores (em todos os sentidos), é preciso ensina-los a correr atrás dos seus objetivos, para que tenham um futuro brilhante e se tornem adultos responsáveis.

Mas enfim, porque Ilhas Cook??? No meio dessa confusão de como educar filhos e como juntar nossas crianças, que foram criadas em diferentes situações, que tiveram seus traumas surgiu então as Ilhas Cook na página da Uol. Fiquei encantada, bati o olho e me disse, ali passarei minha Lua de Mel. Quer dizer se até lá, não surgir um lugar mais legal.

Então falamos de casamento!
Segundo o Marcelo somos casados, temos vidas de casados, responsabilidades, projetamos nosso futuro com as crianças e isso tudo é básico de casados.
Sim, eu concordo, se dissesse que não sou casada com ele, estaria mentindo, mas entrei nesse assunto pois a Isabella na sexta veio me perguntar quando eu iria me casar com ele e que ela queria entrar na igreja jogando pétalas de rosas, como ela fez no casamento dos padrinhos da Maria Luísa.

Nesse momento expliquei sobre o casamento, pois eu não poderia me casar na igreja novamente, ela ficou sem entender e falei tudo que podia. Entendo que muitos pais hoje são separados, que o casamento aos olhos dos pequenos é uma coisa não muito importante. Expliquei que casamento era uma coisa muito séria, que não se pode casar pensando que se não der certo é só separar que tudo bem.

Um casamento envolve família, envolve muitas vezes filhos, sonhos e projetos futuros, que em alguns casos sõ abandonados da noite para o dia e sempre um fica sem o chão, sem rumo, mas acreditem, isso não é o fim do mundo. É possível ser feliz mesmo depois de um trauma como esse. Falo isso para as minhas amigas que me escrevem sempre e que ainda não se deram conta de que é possível dar a volta por cima. Não percam as esperanças, eu não sou a única que conseguiu, existem muitas mulheres que conseguiram dar a volta por cima. O tempo dá forças, o tempo ensina e mostra o valor da vida!!!

Ahhh..... o meu casamento??????
rsrsrsrs ainda é segredinho......... mas.......eu não tenho medo de encarar tudo isso de novo, como disse o Léo Áquila, com as pedras que me jogaram, montarei meu castelo, e vai ser bem grande!! rsrsrs.

Boa semana a todos

No comments:

Post a Comment

Deixe seu comentário aqui!!