Me siga por e-mail e receba as atualizações do Blog

Sunday, August 13, 2006

A resposta que estava guardada!!

Hoje fui a um Cha Bar, como disse antes, esse casal foi apresentado por mim, sao muito queridos apesar da distancia! Estando la, pude rever amigos que nao via a muuuuuuuito tempo, pessoas queridas que por motivos obvios eu deixei de ter contato! Enfim, foi maravilhoso poder reencontra-los, sentar e bater um bom papo, saber das novidades e rir das brincadeiras feitas aos noivos, ali vi a grande harmonia do casal e fiquei satisfeita por estar ali, realizando o sonho deles, afinal se eu nao tivesse enlouquecido a minha amiga e levado ela a forca a um casamento, ela com certeza nao teria conhecido ele.

Fiquei muito feliz de coracao, e ali, mesmo no meio das risadas parei para pensar no passado, mesmo que por segundos me lembrei de todas as outras muitas festas que estive ali, eu era a unica casada e acompanhada claro pelo meu ex-marido, aos poucos em cada festa aumentava o numero de casais que se casavam, e em cada festa eu olhava e via que as coisas estavam mudando, me perguntava quem seriam os proximos e ficava feliz de saber que as pessoas estavam se encontrando! Na ultima festa que fomos, o papo era, so falta o Dani se casar pois todos ja estamos casados! Mas por vontade do destino me encontrava ali, no cha bar deles sozinha, e me perguntei o que havia mudado para mim????? Todos ali felizes e prestigiando nossos amigos que irao se casar em uma semana! E eu ja estava separada! E segundos realmente se passaram e eu preferi estar ali como estava, sozinha, quer dizer ali naquele momento! pois o Marcelo estav no meu coracao!), me questionei voltando para casa, o que havia mudado em mim, porque eu nao me sentia mais envergonhada perante as pessoas de confirmar que eu estava separada? Durante muito tempo eu me constrangia, me envergonhava e me deprimia! Durante um curso na ONE, companhia que eu trabalhava, precisei me apresentar para a sala, dizer sobre mim, casada ou nao, filhos, trabalhos anteriores e me lembro que quando havia chegado a minha vez, depois de umas 30 pessoas falarem, eu era a unica que era separada. Me sentei com o olhos cheios de lagrimas, meu coracao na boca e interrompi minha apresentacao por nao ter condicoes de falar a respeito de mim, naquele momento me sentia um nada no meio de tudo aquilo, ao meu lado um comandante se levantou, olhou para mim e comecou a falar e por ultimo disse que era separado tbem, alivio aos ouvidos??? nao sei, fui embora tentando entender pq que eu estava passando por tudo aquilo. E eu mal sabia o que me esperava, mas tbem nao teria graca saber eu iria sofrer horrores e depois viver um grande amor, com sentimentos sinceros, ao lado de uma pessoa que tbem viveu um casamento e sabe o quanto 'e dificil manter uma uniao, hoje tenho uma relacao com o Marcelo de muita conversa, onde esclarecemos tudo o que acontece, se nao foi legal, falamos sobre e resolvemos na hora, nao deixamos escapar nada e nao corremos o risco de estar no meio de uma bola de neve rodando sem saber onde vamos parar!

Viver de aparencias engana os coracoes e a alma, nao adianta guardar rancores e nao esclarecer os fatos! Muitos homens vao guardando e depois suas mulheres escutam a velha frase "foi a gota d'agua", quando nem se sabia que existia um vazamento.

Li esse texto hoje e resumi que ele falava de mim! Obrigada por terem me enviado!!!


D E U S E O D E D O


Há muito tempo, num reino distante, havia um rei que não acreditava nos desígnios e na bondade de Deus. Tinha, porém, um súdito que sempre lhe lembrava dessa verdade:
- Meu rei, não desanime... Tudo que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra!
Um dia o rei saiu para caçar juntamente com seu súdito e uma fera da floresta o atacou. O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita. O rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este:
- E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado e não teria perdido o meu dedo!
- Meu rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para o seu bem. Tudo que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra.
O rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que o mesmo fosse preso na cela mais escura e fedida do calabouço.
Após algum tempo, o rei saiu novamente para caçar e aconteceu de ser novamente atacado, desta vez por uma tribo de índios. Esses índios eram temidos por todos, pois era sabido que faziam sacrifícios humanos para seus deuses. Mal prenderam o rei, passaram a preparar o ritual do sacrifício. Quando já estava tudo pronto e o rei já estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a vítima, observou furioso:
- Este homem não pode ser sacrificado, é defeituoso! Falta-lhe um dedo!
E, por causa disso, o rei foi libertado.
Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, mandou libertar seu súdito e pediu que o mesmo viesse em sua presença. Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente, dizendo-lhe:
- Meu caro, Deus foi realmente bom comigo. Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. Mas, ainda tenho em meu coração uma grande dúvida: se Deus é tão bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? Logo você, que tanto o defendeu?
- Meu rei, se eu estivesse junto nessa caçada, certamente seria sacrificado em seu lugar, pois não me falta dedo algum. Nem sempre o "calabouço" em que pensamos estar significa um lugar ruim. Às vezes, encontramo-nos ali justamente para sermos protegidos de dificuldades ainda maiores...

Um bom domingo dos Pais!!!!
Beijos
Samantha

No comments:

Post a Comment

Deixe seu comentário aqui!!